Você tem inteligência Emocional?

O que torna algumas pessoas mais bem-sucedidas que outras no trabalho e a vida? QI e ética são importantes, mas não é tudo. Nossa inteligência emocional – o modo como gerenciamos as emoções, tanto as nossas como as dos outros – pode ter um papel crítico para determinar nossa felicidade e nosso sucesso.

Platão disse que todo aprendizado tem uma base emocional, e talvez ele tenha razão. O modo como interagimos com nossas emoções e as regulamos tem repercussões em quase todos os aspectos de nossa vida. Para colocar em termos coloquiais, a inteligência emocional (IE) é como a “sabedoria da rua”, em oposição à “sabedoria dos livros”, e é responsável por grande parte da capacidade de uma pessoa de navegar com eficiência pela vida.

“Quem tem inteligência emocional geralmente é confiante, sabe trabalhar na direção de suas metas, é adaptável e flexível. Você se recupera rapidamente do estresse e é resistente”, disse ao Huffington Post o psicólogo Daniel Goleman, autor de “Focus: The Hidden Driver of Excellence” [“Foco: O Motor Oculto da Excelência”]. “A vida corre muito mais suavemente se você tiver boa inteligência emocional.”

Os cinco componentes da IE, como definidos por Goleman, são autoconsciência, autorregulação, motivação, habilidades sociais e empatia. Podemos ser fortes em algumas dessas áreas e deficitários em outras, mas todos temos o poder de melhorar em qualquer uma delas.

Não tem certeza de qual é seu nível de inteligência emocional? Aqui estão 14 sinais de que você tem uma IE alta.

1. Você sente curiosidade sobre pessoas que não conhece.

Você gosta de conhecer novas pessoas e naturalmente tende a fazer muitas perguntas depois de ser apresentado a alguém? Nesse caso, tem um certo grau de empatia, um dos principais componentes da IE. Pessoas altamente empáticas – as que estão extremamente sintonizadas com as necessidades e os sentimentos dos outros, e agem de uma maneira sensível a essas necessidades – têm uma coisa importante em comum: são muito curiosas sobre estranhos e se interessam genuinamente em saber mais sobre os outros.

Ter curiosidade sobre os outros também é uma maneira de cultivar a empatia. “A curiosidade expande nossa empatia quando conversamos com pessoas de fora do nosso círculo social habitual, encontrando vidas e visões de mundo muito diferentes das nossas”, escreveu Roman Krznaric, autor do livro “Empathy: A Handbook For Revolution” [“Empatia: Um Manual para a Revolução”], em seu blog Greater Good.

2. Você é um ótimo líder.

Líderes excepcionais costumam ter uma coisa em comum, segundo Goleman. Além dos tradicionais requisitos para o sucesso – talento, ética profissional e ambição, por exemplo -, eles possuem um alto grau de inteligência emocional. Em sua pesquisa comparando os que se saíram extremamente bem em papéis de liderança com aqueles que eram simplesmente medianos, ele descobriu que cerca de 90% da diferença em seus perfis se devia à IE, e não à capacidade cognitiva.

“Quanto mais alta a categoria de uma pessoa considerada um ator excelente, mais capacidades de inteligência emocional apareciam como motivo de sua eficácia”, escreveu Goleman na “Harvard Business Review”.

3. Você conhece suas forças e suas fraquezas.

Um grande fator da autoconsciência é ser honesto consigo mesmo sobre quem você é – saber onde você se sai muito bem e onde você tem dificuldade, e aceitar essas coisas. Uma pessoa emocionalmente inteligente aprende a identificar suas áreas de força e de fraqueza e analisa como pode trabalhar com maior eficácia dentro desse quadro. Essa consciência gera a autoconfiança, que é um dos principais fatores da IE, segundo Goleman. “Se você sabe em que é realmente eficaz, pode operar a partir dessa confiança”, diz ele.

4. Você sabe prestar atenção.

Você é distraído por cada tuíte, mensagem e pensamento que passa por sua cabeça? Nesse caso, isso pode estar impedindo que você funcione em seu mais alto nível de inteligência emocional. Mas a capacidade de suportar distrações e se concentrar na tarefa a ser feita é um grande segredo da inteligência emocional, diz Goleman. Sem estar presente consigo mesmo e com os outros, é difícil desenvolver autoconsciência e relacionamentos fortes. “Sua capacidade de se concentrar no trabalho que está fazendo ou na sua tarefa escolar, e deixar para ler aquela mensagem ou jogar aquele videogame quando terminar – seu nível de eficiência nesse aspecto durante a infância vem a ser um fator de previsão mais forte de seu sucesso financeiro quando adulto do que seu QI ou a riqueza de sua família”, diz Goleman. “E podemos ensinar as crianças a fazer isso.”

5. Quando você está chateado, sabe exatamente por quê.

Todos nós experimentamos uma série de flutuações emocionais ao longo do dia, e muitas vezes nem sequer compreendemos o que está causando uma onda de raiva ou de tristeza. Mas um aspecto importante da autoconsciência é a capacidade de reconhecer de onde vêm suas emoções e saber por que você está chateado. Autoconsciência também se trata de reconhecer as emoções quando elas brotam, em vez de identificá-las mal ou ignorá-las. Pessoas emocionalmente inteligentes recuam um passo diante das emoções, examinam o que estão sentindo e o efeito dessa emoção sobre elas.

6. Você se dá bem com a maioria das pessoas.

“Ter relacionamentos satisfatórios e eficazes – esse é um sinal [de inteligência emocional]”, diz Goleman.

7. Você se importa profundamente em ser uma pessoa boa e moral.

Um aspecto da IE é nossa “identidade moral”, que tem a ver com a extensão em que queremos ver a nós mesmos como pessoas éticas e cuidadosas. Se você é uma pessoa que se importa em construir esse lado de si mesma (independentemente de como você atuou em situações morais anteriores), pode ter um alto índice de IE.

8. Você se dá um tempo para desacelerar e ajudar os outros.

Se você criar o hábito de desacelerar para prestar atenção nos outros, seja saindo ligeiramente do seu caminho para cumprimentar alguém ou ajudar uma mulher idosa no metrô, você demonstra inteligência emocional. Muitas pessoas, uma boa parte do tempo, estão completamente concentradas em si mesmas. E com frequência é porque estamos tão ocupados correndo em um estado de estresse, tentando fazer as coisas, que simplesmente não temos tempo para perceber os outros, quanto menos ajudar.

“[Existe um] espectro que vai da total autoabsorção a perceber e a sentir empatia e compaixão”, disse Goleman em uma palestra TED sobre compaixão. “O simples fato é que se estivermos focados em nós mesmos, se estivermos preocupados – o que muitas vezes estamos durante o dia todo -, realmente não perceberemos totalmente o outro.” Ser mais atencioso, em contraste com estar absorvido em seu mundinho, planta as sementes da compaixão – um componente crucial da IE.

9. Você é bom em ler as expressões faciais das pessoas.

Ser capaz de sentir como os outros estão se sentindo é uma parte importante de ter uma boa IE. Faça este teste da Universidade da Califórnia em Berkeley (em inglês) para descobrir sua eficiência em ler as emoções dos outros.

10. Depois de cair você se levanta rapidamente.

Como você lida com os erros e reveses diz muito sobre quem você é. Indivíduos com alta IE sabem que se há uma coisa que todos temos de fazer na vida é seguir em frente. Quando uma pessoa emocionalmente inteligente sofre um fracasso ou revés, ela é capaz de se recuperar rapidamente. Isto acontece em parte por causa da capacidade de experimentar com atenção as emoções negativas sem deixar que elas saiam do controle, o que oferece um grau mais alto de resistência.

“A pessoa resistente não fica presa às emoções negativas, mas deixa que elas fiquem lado a lado com outros sentimentos”, disse Barbara Fredrickson, autora de “Positivity” [Positividade], à “Experience Life”. “Por isso, ao mesmo tempo que elas estão sentindo ‘estou triste por causa disso’, também tendem a pensar ‘mas estou grata por isto’.”

11. Você é um bom juiz de caráter.

Você sempre consegue ter a sensação de quem uma pessoa é desde o início – e suas intuições raramente se enganam.

12. Você confia em seu instinto.

Uma pessoa com inteligência emocional é alguém que se sente à vontade seguindo sua intuição, diz Goleman. Se você é capaz de confiar em si mesmo e em suas emoções, não há motivo para não escutar aquela voz interior (ou aquela sensação na barriga) que lhe diz que caminho deve seguir.

13. Você sempre foi automotivado.

Você sempre foi ambicioso e trabalhador quando criança, mesmo quando não era recompensado por isso? Se você é uma pessoa atuante e motivada – e consegue focar sua atenção e sua energia para perseguir seus objetivos -, provavelmente tem um alto nível de IE.

14. Você sabe dizer não.

Autorregulação, um dos cinco componentes da inteligência emocional, significa ser capaz de se disciplinar e evitar hábitos insalubres. As pessoas dotadas de IE geralmente são bem equipadas para tolerar o estresse (um gatilho dos maus hábitos para muitas) e controlar seus impulsos

A Crise é um problema?

O Problema não muda! Quem pode mudar é VOCÊ!

Todos temos dificuldades e problemas pela vida, a vida é impessoal, o sol nasce sobre honestos e desonestos, bons ou maus, cidadãos e ditadores…O que muda é nossa atitude em relação ao problema, podemos encara-lo da melhor maneira possível ou da pior maneira possível, a escolha é nossa.

Mas por que, então, a maioria das pessoas opta pelo sofrimento, confronto, ansiedade, etc… Por que a maioria das pessoas opta pela pior decisão de como enfrentar o problema?

Pelo simples fato de que desconhecem como funciona seu cérebro e de como pode utiliza-lo de maneira a sempre entregar as melhores decisões e resultados.

Por isso a grande contribuição da Neurociência comportamental, na mudança de paradigmas que levam a uma vida com mais qualidade e mais produtiva.

Os aspectos emocionais são determinantes na hora da tomada de decisões, porque são os motivadores que direcionam a interpretação que faremos dos estímulos que recebemos; problemas, amor, competição sadia ou não, ansiedades, depressão, todas as manifestações tem origem na maneira como interpretamos os estímulos.

Existem orgão em nosso cérebro como por exemplo o Sistema Límbico que tem a função de dar o tom exato da importância que daremos às emoções e a qualidade das próprias.

Esse conhecimento de como utilizar ferramentas do próprio cérebro para “calibrar” esse mecanismo, são determinantes para a qualidade de nossas reações e de como podemos tirar o melhor proveito das dificuldades que surgem.

Aí encontraremos sentido no velho provérbio chinês, de que em cada dificuldade, reside uma oportunidade!

Para quem reclama da Crise ela pode ser a oportunidade que te faltava para se descobrir no mercado que mais cresce:  o Neurocoaching .  Para quem tem medo de se arriscar numa nova área que ainda não domina precisa de um MODELO PRONTO para poder ser um profissional de sucesso e atuar numa área de alta demanda!

Peça uma vaga na minha agenda para uma sessão experimental de 1 hora.  Clique aqui para acessar meu chat do whatsapp.

 

Visualização Criativa

Sem Acreditar (ter Fé) é impossível agradar a Deus que é quem pode te abençoar em qualquer conquista na vida!
A Visualização criativa é o nome de uma operação mágica por meio da qual criamos no “olho da mente” ou na imaginação a imagem-idéia de uma coisa ou circunstância, ou de algumas circunstâncias que supomos ser convenientes para o conforto da nossa vida física e que contribuiriam para o nosso bem-estar material. Esse bem-estar geralmente é chamado de felicidade.
Depois da criação bem-sucedida dessa imagem mental, ela se tornará real e fará parte da nossa vida cotidiana.
Muitos livros já foram publicados descrevendo esse processo mágico. A visualização criativa tem recebido muitos nomes, mas todos significam a mesma coisa. Foi chamada de “pedir a Deus o pão nosso de cada dia”, ou de “criar as circunstâncias conscientemente”, ou de “Sete Etapas”, como é
chamada em uma escola de pensamento.
Um estudo conduzido pelo PhD Guang Yue, então professor da Clevelan Clinic Foundation, de Ohio, criou dois grupos de teste.
Um deles frequentou uma academia e o outro fez exercícios apenas de forma virtual, através apenas da visualização.
O estudo demonstrou que depois de 12 semanas, o grupo que fez atividade física real, teve aumento na massa muscular de 30%.
O grupo que fez apenas a visualização, teve aumento de 13,5%. Essa média se manteve após mais 3 meses de prática de exercícios.
Significa que você pode fazer academia apenas com pensamentos? Não. Isso quer dizer que quando você foca em um objetivo, pensa no processo acontecendo e sente isso se concretizando, realmente focado, até a os teus músculos podem ser influenciados.

Mantendo o foco e continuar a projetar o que você visualiza com intensidade, irá eventualmente manifestar como um acontecimento no mundo real, obedecendo a um processo energético e vibracional.

A visualização criativa eficaz:

1. Considerando que o seu objetivo é um Honda Civic Zero Km, o primeiro passo é pesquisar tudo sobre o carro, recolher fotografias, catálogos e dados técnicos. Como se trata de um veículo, fazer um test drive será uma ótima maneira de imprimir na sua mente: o cheiro do banco de couro, a sensação de dirigir o carro, e o sentimento de prazer que você tem ao entrar no seu alvo.

2. Em uma folha em branco – ou um cartaz, coloque fotos, e informações que você julga relevantes.

3. Faça uma reflexão: que emoções você sente ao materializar o seu sonho? Poder? Felicidade? Descreva cada emoção associada à realização do desejo.

4. Em qual cenário você visualiza o você e o seu objetivo? Na sua casa atual? Em uma nova casa? (nesse caso, deverá refazer os passos 1 a 3 para a casa que deseja e incluí-la no mesmo cenário). Viaje longe no cenário: inclua as pessoas que estão com você, árvores, enfim, dê asas à sua imaginação. Talvez você tenha dificuldade com isso, então dá uma olhada nos Vision Boards que milhares de pessoas já publicaram no Google.

5. O roteiro: com os elementos do teu desejo, e com o cenário formatado, como é o roteiro do filme onde você usufrui do desejo? Como você se imagina usando o desejo? Poderia ser viajando em uma estrada, no trânsito da cidade onde você mora – uma visualização muito forte para carros é você, dirigindo o seu carro, se sentir dirigindo o veículo desejado. Outro exemplo para uma quantia em dinheiro, por exemplo, é se imaginar indo ao banco e visualizando o seu saldo de US$ 100.000 em aplicações, manifestando o sentimento que tem ao ver esse fato.

6. Esse processo (o roteiro) deve ser vivido diariamente ok? Recomendo montar o roteiro e escrever para usar nas primeiras vezes, evitando esquecer de detalhes que podem ser importantes para o resultado. Escolha um local tranquilo, sem interrupções de filhos, empregados, sem telefone nem televisão, muito menos e-mails.

Eu faço esse processo todos os dias antes de “a casa acordar”, com todo o silêncio e tranquilidade que existe às 6h da manhã. Estou em busca de acordar às 5h para poder entrar para o 5AM Club – falo sobre isso quando conseguir.

Para relaxar antes de começar o exercício, feche os olhos, respire fundo por 5 segundos sentindo o ar preencher sua barriga (barriga, não pulmões), tranque a respiração por 20 segundos e solte o ar pelo nariz por outros 10 segundos. Esse processo de respiração é ensinado pelo Tony Robbins para conexão interior. Repita por 5 a 10x e comece a viver o seu roteiro. Entre no cenário, observe os sons, os cheiros, a temperatura, toque em cada ítem, sinta a emoção, navegue por toda a cena. 10 a 15 minutos são suficientes para mim. Talvez você queira viver mais intensamente, por mais alguns minutos.

7. É recomendado refazer a vivência do roteiro antes de dormir – ou faça apenas ao dormir, para que o teu cérebro trabalhe nestas imagens durante o sono REM – fase do sono importante para a criação de memórias de longo prazo. Para saber se você chega à fase R.E.M do sono, é preciso saber se tem sonhos. Se você não tem tido sonhos quando dorme, cuidado, talvez precise dormir mais – ou melhor.

Um fator importante é: não basta apenas ficar dormindo o dia todo e acordar só para vivenciar o roteiro. Você precisa interagir com o mundo de modo que tenha canais para que o desejo chegue a você. Ou seja, não imagina que vai ser o próximo astronauta a chegar na lua se não sabe falar inglês. De outro modo, saiba que alguns desejos podem chegar a você sob a forma de sorteios ou prêmios por serviços prestados em uma condição acima da esperada. Pode demorar 1 semana, 1 mês, 1 ano ou 10 anos. Quanto mais seriedade e sentimento você colocar no exercício, mais fácil objetivo chegará a você. Então aconteceu.

Comente aqui se você conquistou algo na vida provavelmente passou por essas etapas de forma consciente ou não, mas,  em todas as conquistas de sua vida a Visualização aconteceu!!

 

5 Pilares do Estilo de Vida Saudável

Ter uma vida saudável é objetivo de quase a totalidade das pessoas do mundo. Por isso temos uma oportunidade para você ser um profissional na área da saúde e nutrição e se especializar em mudar a vida das pessoas. Alguns acreditam que para ter uma vida saudável é fundamental ser regrado e optar por uma mudança de vida radical, já outros creem que a saúde mental é o grande responsável por uma vida saudável, inclusive fisicamente. Mas afinal, o que é necessário para ter uma vida saudável?Pensando nesse tipo de questionamento, tão frequente na sociedade, este post tem como o objetivo elucidar algumas questões sobre a vida saudável, além de apontar quais são os 5 pilares da vida saudável e o por que são estes os pontos chave para atingir a tão sonhada qualidade de vida.Sempre com o intuito de facilitar a leitura e torná-la compreensível, os 5 pilares serão abordados de forma agregada em 5 tópicos diferentes, sendo eles:1- Atividades Físicas2- Alimentação3- Práticas mentais4- Autoestima5- PerspectivasAntes de iniciar a falar de cada pilar em si é importante salientar que estes pilares são trabalhados de forma sinérgica, ou seja, cada atitude que for tomada em relação a um desses pontos, seja positiva ou negativa, interfere direta e indiretamente os demais pontos.Por exemplo, uma boa alimentação trará um melhor desempenho na realização de atividades físicas, bem como alimenta seu cérebro de vitaminas necessárias para manter sua concentração e desempenho intelectual e também levanta sua autoestima através de uma aparência cada vez mais agradável aos olhos. Por fim, uma boa alimentação te trará uma perspectiva de longevidade, dado ao bom funcionamento total de seu organismo.Entendeu como funciona essa sinergia? Então vamos aos 5 pilares da vida saudável, que não estão organizados em ordem de importância, uma vez considerando que todos eles são igualmente necessários e fundamentais para uma vida saudável.Para saber mais acesse todo o conteúdo em www.lucienesampel.com.br

Publicado por Profissão Perfeita em Domingo, 16 de abril de 2017

Ter uma vida saudável é objetivo de quase a totalidade das pessoas do mundo. Por isso temos uma oportunidade para você ser um profissional na área da saúde e nutrição e se especializar em mudar a vida das pessoas. Alguns acreditam que para ter uma vida saudável é fundamental ser regrado e optar por uma mudança de vida radical, já outros creem que a saúde mental é o grande responsável por uma vida saudável, inclusive fisicamente. Mas afinal, o que é necessário para ter uma vida saudável?
Pensando nesse tipo de questionamento, tão frequente na sociedade, este post tem como o objetivo elucidar algumas questões sobre a vida saudável, além de apontar quais são os 5 pilares da vida saudável e o por que são estes os pontos chave para atingir a tão sonhada qualidade de vida.
Sempre com o intuito de facilitar a leitura e torná-la compreensível, os 5 pilares serão abordados de forma agregada em 5 tópicos diferentes, sendo eles:
1- Atividades Físicas
2- Alimentação
3- Práticas mentais
4- Autoestima
5- Perspectivas
Antes de iniciar a falar de cada pilar em si é importante salientar que estes pilares são trabalhados de forma sinérgica, ou seja, cada atitude que for tomada em relação a um desses pontos, seja positiva ou negativa, interfere direta e indiretamente os demais pontos.
Por exemplo, uma boa alimentação trará um melhor desempenho na realização de atividades físicas, bem como alimenta seu cérebro de vitaminas necessárias para manter sua concentração e desempenho intelectual e também levanta sua autoestima através de uma aparência cada vez mais agradável aos olhos. Por fim, uma boa alimentação te trará uma perspectiva de longevidade, dado ao bom funcionamento total de seu organismo.
Entendeu como funciona essa sinergia? Então vamos aos 5 pilares da vida saudável, que não estão organizados em ordem de importância, uma vez considerando que todos eles são igualmente necessários e fundamentais para uma vida saudável.
Para saber mais acesse todo o conteúdo em: 

http://lucienesampel.com.br/5-pilares-do-estilo-de-vida-saudavel-acesso/

 

Você é o que come, o que pensa e o que sonha!

“Somos as únicas criaturas na face da terra capazes de mudar nossa biologia pelo que pensamos e sentimos!

Nossas células estão constantemente bisbilhotando nossos pensamentos e sendo modificados por eles.

Um surto de depressão pode arrasar seu sistema imunológico; apaixonar-se, ao contrário, pode fortificá-lo tremendamente.

A alegria e a realização nos mantém saudáveis e prolongam a vida.
A recordação de uma situação estressante, que não passa de um fio de pensamento, libera o mesmo fluxo de hormônios destrutivos que o estresse.

Quem está deprimido por causa da perda de um emprego projeta tristeza por toda parte no corpo – a produção de neurotransmissores por parte do cérebro reduz-se, o nível de hormônios baixa, o ciclo de sono é interrompido, os receptores neuropeptiídicos na superfície externa das células da pele tornam-se distorcidos, as plaquetas sanguíneas ficam mais viscosas e mais propensas a formar grumos e até suas lágrimas contêm traços químicos diferentes das lagrimas de alegria.

Todo este perfil bioquímico será drasticamente alterado quando a pessoa encontra uma nova posição.
Isto reforça a grande necessidade de usar nossa consciência para criar os corpos que realmente desejamos.

A ansiedade por causa de um exame acaba passando, assim como a depressão por causa de um emprego perdido.

O processo de envelhecimento, contudo, tem que ser combatido a cada dia.

Shakespeare não estava sendo metafórico quando disse: “Nós somos feitos da mesma matéria dos sonhos.”

Você quer saber como esta seu corpo hoje? Lembre-se do que pensou ontem.
Quer saber como estará seu corpo amanhã? Olhe seus pensamentos hoje!
Ou você abre seu coração, ou algum cardiologista o fará por você”

Texto publicado no site do Medico, Neurocientista Deepak Chopra

 

Ganha quem gritar mais alto!

"Dentro do nosso cérebro existem 3 pessoas: um se chama reptiliano, outro límbico e o ultimo racional. Os 3 trabalham em uníssono e nenhum deles força a sua própria mensagem, tirando os outros do caminho, na tentativa de ser ouvido. -O reptiliano fica satisfeito se nos sentirmos bem fisicamente -O límbico fica feliz se nos sentirmos bem emocionalmente -O racional fica feliz se tomamos boas decisões. Num cérebro sem transtornos, o reptiliano fala “ Estou com fome” (física); o límbico corrobora “ Vamos lá... Comer me deixa de bom humor”; o racional confirma “ Bom... Vocês os dois tem razão. Façamos uma pausa para comer. O problema é que as emoções podem sufocar a fome, ou torna-la absurdamente maior. Parece que o reptiliano foi possuído pela fúria, forçando à fome incontrolável, o límbico quer a qualquer custo encontrar consolo e até o racional perde o controle e nos manda fazer escolhas ruis. Com o tempo o racional ""racionaliza"" essa questão e pronto: está formado o habito e o comportamento compulsivo porque ele nem sente mais que está tomando a decisão errada."

“Dentro do nosso cérebro existem 3 pessoas: um se chama reptiliano, outro límbico e o ultimo racional. Os 3 trabalham em uníssono e nenhum deles força a sua própria mensagem, tirando os outros do caminho, na tentativa de ser ouvido.

O reptiliano fica satisfeito se nos sentirmos bem fisicamente

O límbico fica feliz se nos sentirmos bem emocionalmente

O racional fica feliz se tomamos boas decisões.

Num cérebro sem transtornos, o reptiliano fala “ Estou com fome” (física); o límbico corrobora “ Vamos lá… Comer me deixa de bom humor”; o racional confirma “ Bom… Vocês os dois tem razão. Façamos uma pausa para comer. O problema é que as emoções podem sufocar a fome, ou torna-la absurdamente maior. Parece que o reptiliano foi possuído pela fúria, forçando à fome incontrolável, o límbico quer a qualquer custo encontrar consolo e até o racional perde o controle e nos manda fazer escolhas ruis. Com o tempo o racional “”racionaliza”” essa questão e pronto: está formado o habito e o comportamento compulsivo porque ele nem sente mais que está tomando a decisão errada.”

Seus pensamentos te sabotam?

 

ACREDITAR QUE VAI DAR CERTO É A METADE DO SUCESSO!!

Você é dotado de neuroplasticidade, seus neurônios podem ser estimulados através de seus pensamentos, ações, mentalizações, visualizações e a mente molda o cérebro.

Seus pensamentos estão moldando o seu cérebro, a sua fisiologia, a sua bioquímica a todo instante. A sua bioquímica por exemplo, está sendo produzida através dos pensamentos que você está nutrindo na sua mente. Se você tiver pensamentos ruins eles podem não somente travar você, não deixar sair da zona de conforto mas podem também deixar você doente com depressão, ansiedade e compulsão. Dentro de você também pode ter pensamentos que vão libertar você para voar!! Faça 1 lista dos 5 principais valores pessoais e 5 conquistas. Entre em contato conosco para agendar uma sessão experimental de Coaching do Sucesso Físico ou Profissional